O que levar em consideração para morar sozinho?

O que levar em consideração para morar sozinho?

Ser o responsável pelo próprio espaço é prazeroso, porém apresenta dificuldades para quem sempre compartilhou o espaço com outras pessoas.

A migração da casa dos pais para a sua moradia é uma jornada que pode ser facilitada por alguns critérios, reduzindo as chances de dar algo errado.
 

Defina o tamanho do imóvel
 

Gosta de receber amigos? Seus familiares o visitam com frequência? Tem animais em casa? Pretende instalar um home office? Se as respostas forem positivas, então a opção de ter um imóvel maior deve ser fortemente considerada por oferecer mais espaço.

Sacada, churrasqueira e áreas de lazer também podem ser critérios que pesam na decisão de quem busca comodidade e garantem o conforto tão sonhado.

Agora, se você é daquele que passa muito tempo fora de casa, um imóvel menor é interessante por ser mais econômico, já que dispensa itens que nunca serão utilizados e haverá economia com o aluguel e a taxa de condomínio.

Localização do imóvel?
 

Morar perto do emprego é um sonho para grande parte dos trabalhadores brasileiros. Quem não quer chegar cedo ao trabalho ou retornar logo para casa depois de um dia cansativo?

Segundo pesquisa realizada com moradores da capital paulista, 57% dos paulistanos desejam morar próximo ao trabalho ou ao local de estudo.

O mesmo estudo revelou que 57% dos entrevistados mudariam de endereço para viver em um imóvel menor se conseguissem reduzir a distância entre o trabalho, a escola ou a faculdade.

Avalie também a estrutura do bairro em termos de transporte, serviços de saúde, segurança, supermercados, bancos, trânsito, lazer e acessibilidade.
 

Organize seu bolso
 

É preciso que haja um bom planejamento para garantir que vai conseguir arcar com os custos do imóvel antes de se mudar para a nova casa ou apartamento.

Coloque no papel ou numa planilha os gastos que podem ser previstos, como água, luz, condomínio, internet ou aluguel.

Bancar todas as despesas sozinho pode assustar e, talvez, tenha que abdicar de algum conforto no início, como reduzir os pedidos de comida via delivery, recorrer menos aos aplicativos de transporte ou cancelar a TV por assinatura.

Estrutura do condomínio
 

A segurança é um requisito fundamental para escolher uma moradia. Consulte se o prédio conta com portaria durante 24 horas e monitoramento eletrônico.

Caso pretenda receber os amigos, verifique a existência de salão de festa e churrasqueira. Para o lazer, cheque a disponibilidade de piscina e academia.

Para quem pode gastar um pouco mais, também há condomínios com creche, escola, brinquedoteca com monitores, lavagens e veículos e personal trainer.
 

Defina metas no momento que decide morar sozinho
 

É preciso pensar nos planos para o imóvel. Você pretende morar nele durante a vida inteira? Pensa em se mudar depois de algum tempo?

Se a opção for por uma venda futura, avalie bem a localização, a estrutura do condomínio, o tamanho e o potencial de valorização.

Mas se pensa que ele será seu último imóvel, tenha em mente a definição clara da propriedade em que gostaria de morar para sempre.


Está procurando um novo lugar para morar? Encontra na Loog, são diversas opções de apartamento para alugar e o melhor você pode fazer tudo isso online e sem fiador, com contratos flexíveis e um atendimento realmente preocupado com seu bem-estar.  

Curtiu? Confira outras matérias