7 Problemas no Financiamento imobiliário, saiba resolver

7 Problemas no Financiamento imobiliário, saiba resolver

Sonhar em ter um imóvel próprio é muito comum entre os brasileiros e o financiamento imobiliário é a forma mais utilizada para realizar este sonho. No entanto, se não tomarmos cuidado, poderemos passar por surpresas ou experiências desagradáveis ao adquirir o bem.

Neste post iremos mostrar alguns problemas que podem acontecer quando você decide fazer um financiamento para comprar seu imóvel e como resolvê-los adequadamente. Leia até o final para saber mais e compartilhe para ajudar mais pessoas!

1. Escolha do financiamento

Quando queremos comprar um imóvel próprio, o lado emocional pode contar muito na hora das decisões. Essa postura pode ser bastante perigosa, principalmente na hora da escolha da modalidade de financiamento que você vai adquirir.

Os financiamentos podem ser de vários tipos, como:

· Direto com a construtora;

· Consórcio;

· Bancário.

Sendo assim, é preciso que você escolha de maneira adequada ao seu perfil. De nada adianta financiar um imóvel e não conseguir pagar depois. Por isso, faça cálculos, estude os tipos de financiamento e veja qual deles mais se adequa a você para não ter dor de cabeça mais tarde.

2. Aprovação demorada do financiamento

Você escolheu o seu imóvel dos sonhos. Depois, definiu qual é o tipo de financiamento é melhor para realizar a compra. Neste momento, começa a ansiedade. Você pode acabar perdendo uma grande oportunidade imobiliária enquanto está esperando a aprovação do financiamento.

Em geral, o financiamento pode levar até 40 dias para ser aprovado. No entanto, não é impossível que isso demore muito mais. Além disso, pode acontecer dele perder o prazo e precisar começar tudo de novo.

Saiba que existem algumas variáveis que podem fazer com que a análise de um financiamento imobiliário se torne mais rápida ou mais lenta. Entre elas, estão:

· Obtenção de todos os documentos;

· Qualidade do atendimento da instituição;

· Intermediários que tenham conhecimento sobre todo o processo;

· Comunicação entre os envolvidos.

Não se esqueça que este é um processo bastante burocrático. Sendo assim, para tentar se precaver, o ideal é pesquisar como foi a experiência de outros usuários da instituição financeira. Converse ainda com quem já fez um financiamento imobiliário para saber como funciona e se eles podem dar dicas.

3. Valor das prestações

Você finalmente conseguiu a aprovação do seu financiamento imobiliário. Agora já pode comprar o imóvel. Mas, você sabe realmente de quanto será o valor das prestações até o final do financiamento? Será que você vai conseguir pagar tudo direitinho?

É por isso que é preciso se precaver. Sendo assim, faça simulações e análises para saber o valor total, tanto das primeiras parcelas até as últimas. Faça isso, de preferência, antes de escolher seu financiamento.

Mas lembre-se que esta é apenas uma simulação. Há muitos fatores envolvidos nos juros do financiamento que podem modificar os valores das mensalidades.

4. Contrato mal feito

Contratos são muito importantes para que todas as partes envolvidas em um determinado negócio (no caso, a compra de um imóvel) saibam seus direitos e deveres. Sendo assim, eles precisam ser muito bem-produzidos. Nunca assine nada sem ler antes.

Muitas instituições bancárias terceirizam os serviços de processamento e análise de financiamento imobiliário. Sendo assim, pode haver erros e falta de comunicação dentro deste processo, levando a contratos mal feitos.

Sendo assim, nunca deixe de ler todo o contrato. Se tiver alguma dúvida, não se acanhe em perguntar. Lembre-se sempre que se você assinar algo incorreto, vai estar aceitando o que está escrito.

5. Não deixe de fazer as contas

Já falamos sobre esse tema anteriormente, mas iremos reforçar. Antes de contratar um financiamento, não deixe de fazer as contas. Desta forma, você terá mais segurança de que vai poder pagar as parcelas até o final.

Faça uma análise quanto à sua reserva financeira. Verifique se você poderá utilizar o seu FGTS. Se houver outros investimentos, considere se existe a necessidade de utilizá-los para reduzir o tamanho das parcelas.

Tudo isso pode ser utilizado como entrada para a compra do seu imóvel. Quanto maior for a entrada, menor será a quantidade de dinheiro necessária para a compra do imóvel.

Use uma planilha financeira para ajudar você a colocar em ordem todas as suas despesas e investimentos. Dessa forma, você poderá se comprometer com o financiamento imobiliário com mais consciência.

6. Nem sempre o seu banco vai ter as melhores taxas para o financiamento

Você pode estar muito satisfeito com o seu banco e as oportunidades que ele oferece. Além disso, pode ter um bom relacionamento com o seu gerente. Tudo isso faz com que a busca para um financiamento imobiliário comece pelo seu banco.

No entanto, apesar de toda a confiança, isso não quer dizer que o seu banco tem as melhores taxas e oportunidades. Pode acontecer de que ele ofereça tarifas muito mais altas do que outras instituições.

Sendo assim, o ideal é não se deixar levar pelo comodismo de usar o banco que você conhece. Pesquise para não pagar a mais por algo, sem necessidade. O seu banco pode até oferecer muitas vantagens, mas se seu financiamento imobiliário for muito mais caro do que o resto do mercado, procure por outra instituição.

7. Exigências para conseguir um financiamento imobiliário

Não se iluda. Sempre haverá exigências das instituições bancárias para conseguir um financiamento imobiliário. E se elas não forem cumpridas, não adianta. Você não vai conseguir o que deseja.

Sendo assim, procure saber quais são as exigências das instituições financeiras para obter o crédito para a compra do imóvel.

Não poderá haver restrições cadastrais com o seu nome. Além disso, os valores das prestações não podem ultrapassar 30% do total do seu salário líquido. Isso quer dizer que, é preciso que haja crédito mesmo depois que despesas fixas sejam descontadas. Afinal, o crédito precisa ser aprovado antes da assinatura do contrato para a compra do seu imóvel.

A Loog está aqui para te ajudar mais sobre o universo imobiliário e te apoiando na sua jornada do morar ou alugar. Continue acompanhando o conteúdo do nosso blog

Curtiu? Confira outras matérias